Profissão: Promotor de Eventos

Eventos são estratégias de comunicação aproximativa que precisam ser corretamente utilizados por seus executores. Requer critérios básicos a serem estudados para que possam ser colocados em prática, garantindo o sucesso, o bem-estar e a satisfação tanto de quem organiza, quanto de quem é convidado.

Até mesmo para organizar uma simples reunião de negócios é preciso ter propriedade no assunto, ter domínio naquilo que se pretende vender.

Para a especialista em eventos, Rosane Oliveira, da agência DNAA Promoções, em primeiro lugar só deve fazer eventos quem tiver competência para organizar e paciência para suportar as horas de estresse. Desde a organização de uma reunião até um congresso de vendas tudo precisa ser cuidadosamente pensado. Por isso, na sequência, a especialista recomenda as principais orientações para quem deseja organizar um evento.

Mas, para que o sucesso de qualquer ação, que se disponha a fazer no mundo dos negócios, o fundamental é: Dominar o assunto; planejar o evento; firmar parcerias de qualidade; ser criativo e ter uma equipe comprometida.

Além do planejamento, deve-se ter em mente que a experiência adquirida em longos anos de trajetória profissional deve contar neste documento, uma vez que o know-how adquirido serve como base, como mola propulsora, fundamentando cada fase de projeção e crescimento do negócio. Além disso, será com base nessa experiência que os profissionais terão olhos para novos horizontes.

“A seleção de parceiros/fornecedores fazem toda a diferença nesse ramo. A eficiência e a qualidade deve ser exigida a cada nova ação. Cada um é experiente numa determinada área. Nada pode sair errado e trabalhar com amadores, é risco na certa”, enfatiza Rosane Oliveira.

Antes de qualquer novo projeto, nova ação, deve-se observar com olhos clínicos todos os prontos passíveis de fracasso, para que eles se tornem mínimos, ou que se chegue a zero. Avaliar cada etapa pode contribuir para o sucesso, o case deste momento especial.

Preparar e criar estratégias para um determinado evento, seja de qual porte for, não é uma tarefa para amadores. Vale ressaltar que um cliente satisfeito é a certeza de que muitos outros virão no decorrer da vida organizacional da agência. É melhor abrir mão no começo para ganhar lá na frente, em quantidade e qualidade de clientes.

Ser referência num mercado tão acirrado não é fácil e, definitivamente, não é carreira para principiantes. É árdua, e precisa ter um fundo de caixa razoável, pois se algo der errado, o cliente não pode ser penalizado, ficando e arcando com as despesas, a agência que criou, elaborou a ação.

Indicar para um amigo:


Comentários no Facebook