Faça festa para a gente!

Faça festa para a gente!

Me dei conta do quanto gosto de aniversários, na verdade, de festas. Normal né, afinal, vivo no mundo onde encantar as pessoas, viver intensamente momentos e tangibilizar valores e relações é tudo.

Em Cannes, os júris que não julgam a realidade

Em Cannes, os júris que não julgam a realidade

Fui, e ainda sou, criticado por muitos que acham que meu discurso é personalista e de visão reacionária aos princípios da criatividade. Nunca o foi. A verdade é que o mundo mudou, o consumidor também, o mercado idem.

Doze Leões, um sorriso e uma gargalhada

Doze Leões, um sorriso e uma gargalhada

Num ano difícil, complicado mesmo, quando o Leão que menos queremos vem a nós no intuito de tomar nosso ouro e nossa prata, nos afundando mais ainda, os leões ansiados e queridos não vêm a nós e rugem distantes no talento de grandes profissionais brasileiros.

Todo mundo é produtor. E agora?

Todo mundo é produtor. E agora?

Nem vou discorrer quanto a empresa de eventos e casamentos da novela das seis, muito menos dos outros em novelas anteriores. Vou me ater a duas coisas para mostrar um problema.

A crise e os gênios de palavras difíceis

A crise e os gênios de palavras difíceis

Entendi tudo. Num momento de crise, ninguém quer palavra bonita ou palavras difíceis, as pessoas querem entender o que poderiam, ou podem, fazer. E ponto.